Play Music

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Casal das 3 Marias


As Três Marias


Era uma mãe que tinha 3 filhas. Isto passava-se num lugar na Praia das Maçãs que se chamava 3 Marias, que é uma Praia chamada as 3 Marias. E a casa chamava-se a casa das 3 Marias. Sendo que uma filha era Ana Maria, outra Joana Maria, e outra Teresa Maria, e essa mãe tinha uma ligação duvidosa e controversa com as forças ocultas. E acontece que a mãe não queria que as filhas participassem nesse tipo de actividades porque percebia que a mesma não seria saudável para elas. Então colocava as filhas nessa casa (que já na altura era abandonada). E as filhas por lá pernoitavam enquanto a mãe ia a Sintra, que é um local tipicamente satânico digamos assim. E ela lá ia fazer os seus rituais. Só que entretanto o “inimigo” não queria só ter contacto com a mãe queria também ter contacto com as meninas, e começou então a falar através dos espíritos daquela casa. E as pobres meninas dormiam lá. Então a casa começou a ficar assombrada. Por causa dos rituais da mãe e também por causa delas, que são as 3 Marias.” 


 “ - É o que me contaram. Elas nunca mais foram vistas, nem a mãe nem as três meninas. Mas a casa lá continua e está assombrada. Certas pessoas disseram que aconteceram experiências com as meninas dentro dessa casa. Muitas pessoas afirmam que se ouviam barulhos ao passar perto da casa, especialmente á noite, mas eu, sinceramente, nunca ouvi nada. “

(retirado de: Frases e citações sobre o Folclore e a Cultura Popular Portuguesa)


O Casal das Três-Marias pertenceu a António Augusto Carvalho Monteiro, conhecido por Monteiro dos milhões. É um local com fama de assombrado. A quinta e antiga moradia e casebre estão á venda em várias imobiliárias, pela quantia de 2 milhões de Euros. Está localizado na aldeia de Azenhas do Mar, freguesia de Colares no litoral do Concelho de Sintra. Possui a indicação e autorização de local para construção de Condomínio de Luxo, portanto se eventualmente for vendido será provavelmente demolido.


Quando da minha deslocação ao local e apesar da tentativa de criar as condições propícias á observação e escuta dos supostos fenómenos, não tive para infelicidade minha a sorte de me aperceber de qualquer tipo de fenómenos estranhos, algo que muito apreciaria vislumbrar. Apenas e desafortunadamente uma pequena queda, sem males de maior, devido ao soalho pouco denso e quebradiço que se apresentava lustrado mas falso nos pisos superiores. Nada de sobrenatural portanto. Ossos do ofício, pois já deveria saber que em atividades que envolvem algum tipo de risco como é o caso do Urbex, não se pode em circunstância alguma ter pressa.


O Local envolvente e a vista de mar são extremamente belos. A visitar, se tiverem coragem.





































1 comentário:

  1. Que interessante, também gostava de sentir qualquer coisa de sobrenatural nesses sitios que dizem assombrados, mas em todos os que visitei até hoje... nada. Parabéns pela escrita e pelas fotos. Bjs

    ResponderEliminar